sábado, 28 de maio de 2011

REPUDIANDO A IRRITAÇÃO



Não estejais inquietos por coisa alguma; antes, as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus, pela oração e súplicas, com ações de graças. 
Filipenses 4. 6

Em uma versão ampliada da Bíblia, este versículo começa assim:
Não vos irriteis nem tenhais ansiedade por coisa alguma[...]

Os cristãos, usualmente, praticam apenas parte desse versículo; a parte tocante à oração. Mas, se praticarmos apenas essa parte, e não a que nos proíbe a andarmos ansiosos, não estaremos praticando a Palavra.
Não estaremos sendo praticantes da Palavra.

Primeiro, a Palavra de Deus diz: 
"Não vos irriteis".
Se você irritar-se e ficar ansioso, não conseguirá, de modo algum, fazer suas petições.
Suas orações não terão efeito.

Há anos, li uma história sobre um homem. com a esposa e um filho adulto. Estavam todos no campo, fazendo a colheita do algodão. O filho estava coma mente perturbada. Surgiram nuvens de tempestade, e ouviram-se trovões, mas o pai queria terminar o serviço. Então, os raios chisparam ameaçadores.

A família correu em direção a um abrigo. Quando lhes pareceu que não chegariam a tempo, os pais caíram de joelhos e oraram. O filho, então, exclamou:
 "Adiante pai e mãe, pois a oração atemorizada não vale nada".
Há um fundo de verdade nessa exclamação. 
Isso é o que o Espírito Santo ensina por intermédio do Apóstolo Paulo. 
Por isso, quando você ora, não deve ficar ansioso por coisa alguma.
x_3e1c66cc photo x_3e1c66cc_zps06a001ac.gif



quarta-feira, 25 de maio de 2011

MEU ESPÍRITO ORA





Porque, se eu orar em língua estranha, o meu espírito ora bem, mas o meu entendimento fica sem fruto.
I Coríntios 14. 14

Deus é Espírito.
O homem é um espírito.
Deus entra em contato conosco e lida conosco por meio do nosso espírito. Ele não Se comunica diretamente pela nossa mente, porque o Espírito Santo não habita em nossa mente. Deus não entra em contato conosco por meio do nosso corpo tampouco.

Deve ser relativamente fácil para os cristãos cheios do Espírito localizarem o espírito humano. Aquelas línguas provêm do nosso espírito, no mais íntimo.
Pronunciamos as palavras fisicamente, mas elas não provêm dos nossos sentimentos. Entregamos nossa língua ao controle de nosso próprio espírito, e o Espírito Santo, em nosso espírito, capacita-nos a falar.

As línguas não provêm da nossa mente nem da nossa alma. Quando falamos em línguas, a nossa mente e o nosso entendimento ficam infrutíferos. Nosso entendimento não compreende o que estamos dizendo.

Quando oramos em línguas, as palavras saem do interior do nosso ser, do nosso espírito. Toda a orientação que já recebi tem surgido do meu espírito. E isso ocorreu, na maioria das vezes, enquanto eu orava em línguas estranhas; quando meu espírito estava ativo e em contato com Deus.

Olha para dentro
Que farei, pois ? Orarei com o espírito, mas também orarei com o entendimento; cantarei com o espírito, mas também cantarei com o entendimento.  
I Coríntios 14. 15

Em todas as crises da vida aprendi a prestar atenção ao meu espírito dentro de mim. Enquanto oro em outras línguas, a orientação surge dentro de mim, porque meu espírito está ativo quando oro em línguas estranhas. Ao orar em outras línguas, minha mente não está ativa; meu espírito está ativo. Por meio do meu espírito, Deus me orienta.

Às vezes, enquanto estou orando em particular, em outras línguas, interpreto aquilo que falei; e, pela interpretação, recebo orientação. Não é assim, porém, que acontece na maioria das vezes.

Na maioria das vezes, enquanto estou simplesmente orando em outras línguas, surge dentro de mim, de algum lugar do íntimo, o conhecimento daquilo que Deus quer que eu faça (é difícil explicar coisas espirituais em linguagem natural, mas posso sentir algo surgindo de dentro de mim). Começa a assumir alguma forma, e, embora eu não saiba expressá-lo em palavras (porque o meu entendimento não tem nada a ver com o assunto), sei exatamente qual a orientação que devo seguir.
x_3e1c66cc photo x_3e1c66cc_zps06a001ac.gif



domingo, 15 de maio de 2011

NASCIDO DO ESPÍRITO


O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito. Não te admires de eu te dizer: Necessário vos é nascer de novo.   João 3. 6, 7

De acordo com a Nova Aliança, todo filho de Deus tem o Espírito de Deus. Em primeiro lugar, os filhos de Deus nascem do Espírito. Depois poderão ser cheios do Espírito. Os filhos de Deus podem confiar que serão guiados pelo Espírito.

NASCIDOS DO ESPÍRITO - o espírito é a parte do homem que nasce de novo. O espírito do cristão tem em si a vida e a natureza de Deus. O homem interior nasce do Espírito de Deus e tem em si o Espírito de Deus.

CHEIOS DO ESPÍRITO - o cristão nascido de novo poderá ser cheio deste mesmo Espírito que ele já tem dentro dele. E ao ficar cheio deste Espírito, haverá um transbordar deste Espírito. O cristão falará em línguas estranhas conforme o Espírito Santo lhe conceda que fale (Atos 2. 4).

GUIADOS PELO ESPÍRITO - Pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus. Mesmo aquele nascido de novo que não recebeu a plenitude do Espírito, tem o Espírito de Deus habitando nele, e poderá esperar que seja orientado e guiado pelo Espírito Santo.


UMA FONTE DE ÁGUA

Jesus respondeu e disse-lhe: Se tu conheceras o dom de Deus e quem é o que te pede: Dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva. Respondeu ela: a mulher: Senhor, tu não tens com que a tirar, e o poço é fundo; onde, pois, tens a água viva ? [..]  Jesus respondeu aquele, porém, que beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede; pelo contrário, a água que eu lhe der será nele uma fonte a jorrar para a vida eterna. 
João 4. 10, 11, 13, 14

Os estudiosos da Bíblia sabem que a água simboliza o Espírito Santo.
O próprio Jesus Se referia à água como o símbolo do Espírito Santo. Quando Jesus disse à mulher, à beira do poço em Samaria, que Ele era o Doador da água viva, ela a confundiu com a água do poço, com a água natural.
Jesus disse, então: A água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água a jorrar para a vida eterna (João 14b). Ele falava a respeito do novo nascimento, da fonte de água viva dentro do cristão.




No último dia, o grande dia da festa, levantou-se Jesus e exclamou: Se alguém tem sede, venha a mim e beba. Quem crer em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva. Isto ele disse com respeito ao Espírito que haviam de receber os que nele cressem; pois o Espírito até aquele momento não fora dado, porque Jesus não havia sido glorificado. João 7. 37-39

Jesus Se referia à água como símbolo do Espírito Santo.
Note que são mencionadas duas experiências em nossos textos. Na primeira experiência, o novo nascimento é comparado a um poço de água viva dentro de você, jorrando para a vida eterna. Na segunda, a plenitude do Espírito Santo é simbolizada por rios. Não um só rio, mas vários rios.
A água no poço (a salvação) tem um só propósito: abençoa-lo. É para o seu benefício.
Mas os rios (a plenitude do Espírito Santo) fluem de você com a finalidade de abençoar seu próximo. O propósito de você receber a plenitude do Espírito Santo é fazer de você uma benção para seu semelhante.
Algumas pessoas podem dizer: "Se você nasceu do Espírito, você tem o Espírito, e acabou-se o assunto". Mas não é porque você bebeu um único gole de água que estaria cheio de água.
Há uma experiência subseqüente ao novo nascimento: é ser cheio do Espírito Santo, e como resultado desta plenitude, rios de água viva fluirão do interior (do espírito).


 Sou um filho de Deus. Nasci do Espírito de Deus. O Espírito de Deus me guia.
 Ele me está guiando agora. 
O Espírito se levantará poderosamente dentro de mim. 
Ele iluminará a minha mente. Ele orientará o meu espírito.
Estou sendo guiado pelo Espírito de Deus.
Bebi da água viva e não tenho mais sede. Uma fonte de água viva está em mim,  jorrando para a vida eterna.
Tenho a plenitude do Espírito de Deus. Rios de água viva fluem do mais íntimo do meu ser.


x_3e1c66cc photo x_3e1c66cc_zps06a001ac.gif



sábado, 7 de maio de 2011

VENCENDO OS OBSTÁCULOS!

E foi com ele, e seguia-o uma grande multidão, que o apertava.
E certa mulher, que havia doze anos tinha um fluxo de sangue[...] ouvindo falar de Jesus,veio por detrás, entre a multidão, e tocou nas suas vestes.   Marcos 5. 24, 25, 27

Essa mulher, para receber a sua cura, vencera vários obstáculos.

Segundo a tradição religiosa à qual pertencia, a mulher com hemorragia, era tratada como os leprosos. Não tinha permissão para andar no meio do povo. Se alguém chegasse perto dela, ela deveria alertar: "Impura! Impura!" Na realidade, as mulheres na antiga Israel não possuíam os mesmos direitos e previlégios de se deslocar livremente pela cidade que a maioria das mulheres do mundo moderno desfrutam.

Poderíamos afirmar que uma multidão se interpunha entre essa mulher e a sua cura. As normas sociais e os próprios ensinos religiosos que ela recebera interpunham-se entre ela e sua aproximação de Jesus. A mulher, porém venceu todos os obstáculos. Penetrou no meio da multidão e estendeu a mão até tocar nas vestes de Jesus.

Essa mulher não orou para Deus vencer os obstáculos; ela mesma fez algo a respeito! Você também terá de fazer algo a respeito dos obstáculos que o confrontam. Há um número demasiado de pessoas que esperam que Deus faça tudo, sem sobrar para elas papel algum para desempenhar no recebimento de Suas bençãos. Nós, porém, temos a nossa participação. Para receber algo da parte de Deus é necessário fé.

Portanto, os passos que Jesus nos ensinou são fáceis. São eles:
(1) DECLARE  (2) REALIZE   (3) RECEBA   (4) CONTE

Jesus usou o exemplo da mulher com hemorragia para ilustrar esses quatros passos.


Porque dizia: Se tão somente tocar nas suas vestes, sararei. E logo se lhe secou a fonte do seu sangue, e sentiu no seu corpo estar já curada daquele mal. E ele lhe disse: Filha, a tua fé te salvou; vai em paz e sê curada deste mal.  Marcos 5. 28, 29, 34 

Passo 1: Declare. Qual foi o primeiro passo da mulher em direção a cura? O versículo se inicia: Porque dizia [ela dizia consigo mesma]. Aquela mulher poderia ter feito uma declaração negativa ao invés de positiva. Ela poderia ter dito: 'Não tem jeito. Já sofri durante tanto tempo. Todos os melhores médicos desistiram do meu caso. Eu poderia continuar como estou e morrer' - seria isso que ela teria recebido. Ela, porém, fez uma declaração positiva,que se tornou realidade.
Aquilo que a mulher declarou era a sua fé falando.


Meus irmãos, que aproveita se alguém disser tem fé e não tiver as obras [ações correspondentes]? Porventura, a fé pode salvá-lo? Mas dirá alguém: Tu tens fé, eu tenho obras; mostra-me a tua fé sem obras, e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras. Bem vês que a fé cooperou com suas obras [de Abraão] e que, pela obras, a fé foi aperfeiçoada.  Tiago 2. 14, 18, 22

Passo 2: Realize. A mulher com hemorragia não teria experimentado proveito algum em dizer: Se tão somente tocar nas suas vestes, sararei, se não tivesse agido à altura do que dissera.

De acordo com suas ações, você poderá ser um derrotado ou obter a vitória. Conforme suas ações, você recebe ou é impedido de receber.

Isso é importante. Leia de novo essa declaração.

A epístola de Tiago foi escrita aos cristãos. Tiago alertou: Meus irmãos, que aproveita. A maioria das pessoas pensa que Tiago estava escrevendo a respeito da salvação, mas, na realidade escrevia a pessoas já salvas, indicando que a fé sem as ações pertinentes não funciona. É um grande erro confessar fé na Palavra de Deus e contradizer nossa confissão por meio das ações contrárias. As ações devem corresponder aquilo que dizemos e cremos, para recebermos da parte de Deus.

A mulher com fluxo de sangue disse: "Se eu apenas tocar nas vestes de Jesus, ficarei curada", e, em seguida, agiu com base nessas palavras e recebeu a cura.


 E logo se lhe secou a fonte do seu sangue, e sentiu no seu corpo estar já curada daquele mal. E logo Jesus, conhecendo que a virtude de si mesmo saíra, voltou-se para a multidão e disse: Quem tocou nas minhas vestes?     Marcos 5. 29, 30

Passo 3: Receba. Jesus sabia que poder saíra dEle. Quando Jesus veio à Terra, Ele era o único representante da Deidade que operava. Jesus foi ungido com o Espírito Santo (At 10.38). Naquela época, quem desejasse chegar-se à fonte de poder deveria ir aonde Jesus estivesse. Hoje, o Espírito Santo é a Pessoa da Deidade que atua na Terra. Ele está presente em todos os lugares, e, onde estiver o Espírito Santo, ali haverá poder.

As bombas nucleares liberam radioatividade na atmosfera; um poder que não pode ser visto ou sentido, mas que é perigoso e mortal. No entanto, há um poder que opera na Terra neste momento, que não é perigoso nem mortífero; um poder que é bom, que cura e liberta os homens - poder do Espírito Santo!
O poder do Espírito Santo, está sempre presente em todos os lugares. A fé fundamentada a ação, faz com que você trabalhe, utilize o poder.

A fé daquela mulher fez com que o poder fluísse de Jesus para dentro dela. Com nossa fé podemos ligar o pugle na força de Deus., que está presente em todos os lugares, e colocar aquela potência em ação para nosso próprio bem!


Louvarei ao Senhor e invocarei seu nome; fazei conhecidas as suas obras entre os povos. Cantai-lhe, cantai-lhe salmos; falai de odas as suas maravilhas.   Salmo 105. 1, 2

Passo 4: Conte. Então a mulher, que sabia o que lhe tinha acontecido, temendo e tremendo, aproximou-se, e prostrou-se diante dele, e disse-lhe toda a verdade (Mc 5.33). Não somente Jesus ouviu a mulher relatar a verdade, mas também a multidão inteira a ouviu.

É preciso contar a fim de que outros possam crer e receber.

Há uma diferença entre esse passo e o primeiro passo. O primeiro passo é: declarar. O quarto é contar.

A mulher declarou aquilo em que acreditava. Então, depois de ter recebido, ela contou o que lhe acontecera.
1. Declare
2. Realize
3. Receba
4. Conte

   x_3e1c66cc photo x_3e1c66cc_zps06a001ac.gif



sexta-feira, 6 de maio de 2011

AÇOES DE GRAÇAS



Jesus: razão da minha vida e existência!!!


Louvem ao SENHOR pela sua bondade e pelas suas maravilhas para com os filhos dos homens! Ofereçam sacrifícios de ações de graças e proclamem com júbilo as sua obras!    
Salmos 107. 21,22

Nos Estados Unidos, nossos antepassados dedicaram um dia - o Dia de Ações de Graça -  para render graças a Deus pelas Suas bençãos sobre eles naquele novo mundo.
O Altíssimo os abençoara espiritual e materialmente.

Nós também devemos dar graças a Deus pelas bençãos espirituais e materiais que Ele tem-nos dado. Devemos louva-Lo pela Sua amorosa proteção e pelo Seu cuidado.
Em se tratando de ações de graças, examinaremos a Palavra de Deus para ver o que Ele tem a nos dizer a respeito. Consultaremos o Novo Testamento, porque vivemos debaixo da Nova Aliança, para ver quais são as coisas pelas quais devemos render graças a Deus.
 
Quando seguimos as instruções da Palavra de Deus e damos primazia às coisas mais importantes, obtemos resultados. Assim acontece, especialmente no tocante às Escrituras. Seguindo as instruções e colocando, antes de tudo, as coisas mais importantes, podemos confiar que receberemos, da parte de Deus, aquilo que Ele tem providenciado para nós.

Antes de tudo quer dizer antes de qualquer coisa.

Note bem que, justamente com as súplicas, orações e intercessões, à Palavra menciona ações de graças.

Para que compreedêssemos exatamente aquilo que Paulo tinha em mente, ele nos disse o que significa a expressão todos os homens.
Reis inclui presidentes, governantes e outros líderes das nações. Todos os que estão em eminência inclui, nos dias atuais, os deputados, os vereadores, dentre outros.

Se nós, como cristãos, queremos agradar a Deus, quem colocaremos em primeiro lugar em nossa lista de orações e ações de graças ?
Nós mesmos ?
Nossos filhos ?
Nossos netos ?
Nossa igreja ?
Não! 
Se quisermos agradar a Deus, teremos de fazer exatamente conforme o Pai nos mandou. Teremos de orar e render graças a Deus, antes de tudo, por todos aqueles que se acham investidos de autoridade. Isso se tais autoridades estiverem em concordância com a Luz do Evangelho de Cristo, caso contrário, os mesmos estarão prevaricando, ou seja, fazendo mau uso da autoridade que lhe foi concedida, o que nos permitirá repreender toda malignidade em Nome de Jesus!  

DANDO GRAÇAS

Antes de tudo, pois, exorto que se use a prática de súplicas, orações, intercessões, ações de graças, em favor de todos os homens. Em favor dos reis e de todos os que se acham investidos de autoridade...     I Timóteo 2. 1,2


A Palavra de Deus faz nítidas declarações a respeito desse assunto. Creio que muitos cristãos já praticaram, até certo ponto, esses versículos, mas creio que, em termos, temos negligenciado as ações de graças.

Deus quer que rendamos ações de graças a Ele. E temos muitos motivos para dar graças a Deus!

Há,  porém muitos cristãos que sempre se queixam e comentam o que há de errado em nossa nação. A bíblia nos exorta a, como cristãos, agirmos diferente.

Pelo contrário, somos chamados a fazer súplicas, orações, intercessões e a render graças por nossos líderes. Se oramos por eles e, ao mesmo tempo,  o criticamos, nossas súplicas não são atendidas.

Eu particularmente quero render graças a Deus por todos os Seus benefícios...
E o maior deles foi ter enviado Jesus,  para morrer em meu lugar, livrando-me da perdição eterna.
Obrigada,  pelo meu Senhor e Salvador JESUS CRISTO!!!

x_3e1c66cc photo x_3e1c66cc_zps06a001ac.gif



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...