quarta-feira, 31 de agosto de 2011

A BÍBLIA, O MELHOR MANUAL



Certa vez uma senhora me perguntou qual o melhor livro que eu conhecia sobre orientação familiar. Tinha problemas de relacionamento com o marido e com os filhos. Sem hesitar, respondi-lhe que o melhor manual de relacionamento familiar que conhecia era a Bíblia, a Palavra de Deus.

Certamente não poderia ser outra a minha resposta, como serva de Deus que sou.
Leio, estudo e examino outros livros que não a Bíblia. O fato é que, realmente, os melhores livros sobre esse assunto são aqueles cujos ensinamentos são baseados nos ensinamentos da Bíblia, fato comprovado pelos críticos e editoras.

De fato, que outro livro de moral mais elevada do que a Bíblia?
Que outro livro foi escrito sem apelação e sem a intenção de lucros financeiros?
Que outro livro trata de qualquer assunto numa perspectiva puramente cristã sem mistura ou erro?

No caso de alguns casais, seu amor feneceu completamente. Já estão casados há um bom número de anos, mas seu amor morreu. Marido e mulher meramente coexistem. Não fosse a família e os problemas sociais e legais envolvidos, procurariam a separação. Mas entreguem suas vidas a Cristo e deixem que Ele reacenda o amor um pelo outro. Ele dará calor a seus corações como nunca experimentararm nem mesmo durante a lua-de-mel. Quando alguém recebe a Cristo, Ele pode tornar novamente sensível seu coração, atraindo marido e mulher novamente um para o outro, conforme Deus tencionou desde que realizou o primeiro matrimônio. O Senhor deve ser o Cabeça em cada lar.

Tendo Cristo como verdadeiro Cabeça e centro do lar, vocês farão uma grande descoberta. A força por Ele outorgada compensará mais do que as fraquezas de ambos. Seu amor controlará marido e mulher, em cada um de seus pensamentos e ações. Portanto, rendam-se a Ele. É um pecado arruinar e fazer naufragar o próprio casamento. Esse é o motivo pelo qual o problema do pecado na própria vida deve ser resolvido antes de mais nada. O profeta Isaías continua convidando e dizendo:

"Vinde, pois, e arrazoemos, diz o Senhor; ainda que os vossos pecados são como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que são vermelhos, se tornarão como a lã".
Isaías 1. 18

Os males que têm assaltado os lares, nos nossos dias, acham-se tão profundamente enraizados na pecaminosidade da natureza humana que somente o poder de Deus pode pôr fim a tal problema.

O Dr. Piper disse mui acertadamente: "Fora do cristianismo, a sociedade tem sido incapaz de vencer esses desenvolvimentos indesejáveis. O amor crente recebe o poder de fazê-lo".

Arrependa-se hoje de seus pecados de concupiscência e paixão, de egoísmo e orgulho. 
Permita que Cristo se aposse de sua vida e a transforme. 
Deixe que Ele participe de seu matrimônio e de seu lar.
 Ele começará fazendo de você uma nova pessoa e renovando todas as coisas.


x_3e1c66cc photo x_3e1c66cc_zps06a001ac.gif



FILHOS, UMA BENÇÃO !


Os filhos são uma benção no lar. A Bíblia ensina que eles devem obedecer aos pais. Muitos acham que as crianças devem fazer o que bem entenderem e que elas mesmas é quem deve escolher suas religiões e seus destinos. Uma filosofia diabólica ensina que devemos deixar a criança fazer o que bem entende e chama a isso " deixar a criança liberar seus instintos", ou outras expressões bonitas que encontramos em alguns livros de Psicologia.

A Bíblia ensina que os filhos devem obedecer aos pais e serem ensinados com disciplina:

"E vós pais...criai-os na disciplina e na admoestação do Senhor."
Efésios 6. 4

"O que retém a vara aborrece a seu filho, mas o que ama, cedo o disciplina."
Provérbios 13. 24

"Castiga a teu filho, enquanto há esperança, mas não te excedas a ponto de matá-lo."
Provérbios 19. 18

Talvez alguém esteja pensando que tal pedagogia era peculiar aos judeus e que hoje não pode mais ser colocada em prática. Queremos esclarecer que não se parte para um filho para castigá-lo ou discipliná-lo simplesmente porque está escrito na Bíblia. Cada criança tem sua personalidade própria e cada uma delas devem ser ensinada de acordo com aquilo que assimila ou aceita. O que a Bíblia deixa claro é que, se for preciso, "a vara não pode ser retida".

Não achamos de bom costume ficar nos extremos. Alguém pode dizer: "Conheço um rapaz que foi criado com severidade e no entanto hoje se transformou em um marginal, enquanto um outro nunca apanhou dos pais e é hoje um médico bem sucedido e amoroso para com a família".
Tais exemplos, por si extremados, não justificam uma ou outra atitude. O castigo e a vara só se usam quando necessário.
A mente juvenil anseia por encontrar a mão e a voz da autoridade, e os pais são os únicos superiores nomeados por Deus para jovem em crescimento. Deus nunca tencionou que os jovens fossem disciplinados pelos tribunais, e, sim, pelos pais. A Bíblia recomenda que criemos nossos filhos no temor e na admoestação do Senhor. O bom relacionamento em família no que se refere a pais e filhos deve encontrar eco no temor do Senhor:

"Corrige o teu filho, e te dará descanso, dará delícias à tua alma."
Provérbios 29. 17

O desentendimento entre pais e filhos se dá, principalmente, quando as exigências dos pais não são coerentes. Toda disciplina deve ser aplicada com espírito de amor. Os pais erram muito quando não dão devido exemplo aos filhos. A Bíblia diz: 

"E vós, pais, não provoqueis vossos filhos à ira, mas criai-os na disciplina e na admoestação do Senhor"
Efésios 6. 4


PAIS, UM EXEMPLO 

Todo pai deseja que seu filho seja semelhante a ele. Os pais, de um modo geral, desejam para os filhos aquilo que desejariam para si próprios. O cristão, como pai ou mãe de família, é um exemplo a ser imitado no lar. Seu relacionamento com a esposa, com os filhos, com os amigos e com a sociedade bem como sua vida íntima devem ser imitados pelos filhos.
Não adianta muito os pais ordenarem que seus filhos levem uma vida santificada, ordenada e regrada, quando eles mesmos não dão o exemplo. Muitas vezes, os programas de televisão e os cuidados com a economia da casa não deixam espaço para uma vida em família onde se possa trocar idéias, aconselhar, etc.

O gosto pela leitura da Bíblia, pela oração, pelos cânticos espirituais e pela participação na igreja, por parte dos pais, certamente influenciará muito a vida de seus filhos. Uma vida de moral exemplar, onde os bons costumes, as boas intenções e os bons exemplos surjam naturalmente da parte dos pais, é o melhor método de ensino a ser aplicado aos filhos.


x_3e1c66cc photo x_3e1c66cc_zps06a001ac.gif




quinta-feira, 25 de agosto de 2011

O RELACIONAMENTO CONJUGAL


A primeira coisa que se deve entender para um relacionamento conjugal eficiente e feliz é que o matrimônio é um estado de vida instituído por Deus. A sociedade não criou o casamento. Foi Deus quem uniu homem e mulher, realizando o primeiro casamento  no jardim do Éden. Também Jesus abençoou o casamento, realizando em um deles seu primeiro milagre em Caná, na Galiléia. A presença de Jesus naquele casamento certamente é um símbolo de Sua presença no matrimônio entre cristãos.

O casamento é uma relação que deve durar toda a vida.
Não é correto trocar de esposa ou de marido. "Ao que Deus ajuntou não separe o homem."
A Bíblia indica que o casamento é para toda a vida, e por isso mesmo deve ser cercado de cuidados e atenções especiais para sua preservação. O casamento deve sempre ser um instrumento de bençãos e felicidade na vida do homem e da mulher. Ninguém pode ser feliz e próspero se não vai bem em sua vida conjugal.

O relacionamento sexual está envolvido no amor, mas em si só não é o amor. A expressão "fazer amor" relacionada com o sexo não é verdadeira. Talvez "celebrar o amor" fosse melhor. É fácil para as duas pessoas fortemente atraídas uma pela outra sexualmente julgarem que nasceram uma para a outra, e que a atração que sentem é amor.

Se alguém usar seu cônjuge apenas para satisfação sexual e se pensar que coisas como consideração, bondade, cortesia, atenção e outros são amor, está muito enganado. A satisfação secreta do amor consiste em dar. Quem ama se dá. Amamos outra pessoa não por nossa causa ou por nossas necessidades, mas por sua causa. A felicidade só existe em dar e nunca em obter. Um relacionamento conjugal perfeito e que pode abençoar as vidas só pode existir quando o marido se entrega fundamentalmente à sua mulher e a mulher se entrega totalmente a seu marido. A Bíblia ensina que os maridos devem amar às suas mulheres como Jesus amou à sua igreja.
 (Efésios 5. 25).
Uma mulher exerce influência tremenda sobre o homem. Pode mudar toda a sua vida; pode ser uma grande benção para ele ou uma eterna maldição. Pode realizá-lo ou destruí-lo.

O casal precisa viver em acordo. Devem estar de acordo em todas as coisas, e principalmente no que tange à sua fé.
Casais mistos em questão de fé enfrentam grandes problemas. Não podem partilhar em adoração conjunta das maravilhas da graça de Deus. A Bíblia diz: "Andarão dois juntos se não houver entre eles acordo?" Os problemas do casal "são suficientemente grandes, e estar em desacordo em questões de fé serve apenas para agigantar os problemas. O diabo não deve encontrar brechas em nenhuma das partes. Deus deve ocupar o primeiro lugar na vida a dois.

O casamento é confirmado no céu ( o que Deus ajuntou...) e as pessoas devem fazer de seu lar um verdadeiro paraíso, demonstrando que estão dispostas a usar os dons de Deus da maneira que o próprio Deus tenciona.

Que Deus multiplique e renove o amor pelo seu cônjuge!

x_3e1c66cc photo x_3e1c66cc_zps06a001ac.gif


sexta-feira, 19 de agosto de 2011

COMO VENCER NO LAR


A coisa mais preciosa e importante na vida de uma pessoa é, sem dúvida alguma, seu lar, sua casa, sua família, abaixo de Deus, é claro.
Antes que houvesse Igreja, escola, governo ou qualquer outra instituição, Deus estabeleceu o lar. Infelizmente, os problemas do lar e as pressões de nosso tempo estão a ponto de destrruir a família. Discute-se muito sobre temas como "extinção da família", "degeneração do lar", desintegração familiar" e outros.

Satanás sabe também que o lar exerce a maior influência na sociedade e na vida particular do indivíduo. Por isso mesmo, suas maiores investidas contra o ser humano se dão exatamente nesta área. Milhares e milhares de pessoas já tiveram seu lar total ou parcialmente destruído pela ação do diabo e dos demônios. Prostituição, impureza, infidelidade conjugal, desobediência e outros males são trunfos com que conta para levar a cabo seus maus intentos.

Deus instituiu o lar e a família, e deseja que ali o homem cultive as virtudes e se prepare para a vida na sociedade. A família é a célula da sociedade. Não pode existir sociedade boa e justa se os valores da família não são cultivados. Ao criar o homem, Deus fez-lhe uma companheira, uma ajudadora, a quem este deveria amar como a si mesmo:

"E disse o homem: Esta, afinal é osso dos meus ossos e carne da minha carne; chamar-se-á varoa, porquanto do varão foi tomada. Por issso deixa o homem pai e mãe, e une à sua mulher, tornando-se os dois uma ´so carne."
Gênesis 2. 23-24

O ponto mais importante acerca do lar feliz é a confiança e a afeição que um homem tem por sua esposa e a alta consideração que esta tem pelo esposo. Homem e mulher devem lembrar que um pertence ao outro e precisam viver num ambiente de amor, confiança, respeito e honra. O amor, principal das virtudes, deve prolongar-se pela vida inteira. O amor que acaba não é amor. O amor paixão deve ser apenas parte do amor maior que vem de Deus e que pode resistir a qualquer coisa. Não existe verdadeiro amor sem Deus e sem Jesus.
Somente quando Jesus participa do lar e habita nos corações do marido e da mulher é que o verdadeiro amor tem chance de permanecer até a morte.

x_3e1c66cc photo x_3e1c66cc_zps06a001ac.gif



quinta-feira, 18 de agosto de 2011

LOUVANDO A DEUS: 300 Frutos Espirituais




Agradecendo a Deus pelas pessoas que conheci através deste instrumento que tem sido uma benção para aqueles que tem o propósito de abençoar vidas.
Todos vocês que me visitam, comentam e me seguem,  fazem parte da Família Fruto do Espírito.

Filipenses 2.2

TODA HONRA, TODA GLÓRIA E TODO LOUVOR AO DEUS PAI, DEUS FILHO E DEUS ESPÍRITO SANTO!

VOLTE SEMPRE....

x_3e1c66cc photo x_3e1c66cc_zps06a001ac.gif



sábado, 13 de agosto de 2011

FÉ E OBRAS: Geram ações...



A fé sem obras é morta, nos diz a Bíblia, e as obras sem a fé não têm valor, acrescenta.
Desse modo entendemos que Deus deve ocupar o trono interior de cada pessoa, mas que cada indivíduo é responsável pela construção do Reino.

Deus não toma decisões por você. Todas as pessoas, como você, iniciam a vida com um equipamento que pode ser aperfeiçoado. Talentos, capacidades, poderes latentes, habilidades são dons que cada criatura é dotada pela sabedoria divina. O que cada um vai ser depende da maneira como vai dirigir sua própria capacidade. Decisões pensadas e sábias terão como consequência atitudes louváveis e resultados positivos.

Muitos não gostam de tomar decisões. Uns se acham incapacitados e deixam que os outros as tomem em seu favor; alguns, por excesso de piedade religiosa, preferem esperar uma decisão do próprio Deus para seus problemas; outros tomam sempre decisões erradas, e uns poucos costumam acertar em suas decisões, conseguindo sempre resultados satisfatórios.
Podemos escolher nossas atitudes, mas não podemos escolher seus resultados, que são inevitáveis. Se nos mostramos amigos, teremos amigos. Se nos desligamos de todos, eles se desligarão de nós; se somos guiados pela fé, seremos sustentados por ela. Se desconfiamos dos outros, eles desconfiarão de nós, se não acreditamos em ninguém ou em nada, ninguém acreditará em nós ou no que fazemos. É a lei natural da causa e efeito. Uma resolução de fé pode abrir portas para nós; a atitude de incredulidade pode fechá-las. Se queremos que as portas se abram, temos de manusear as chaves.

Deus dá a cada um o dom da fé.
"Antes, pense com moderação segundo a medida da fé que Deus repartiu a cada um" ( Romanos 12. 3b)


Este dom deve ser desenvolvido e seguido de ações que o justifiquem. A fé não substitui a ação, mas a encoraja e produz confiança em sua eficacia.

"Então disseram os apóstolos ao Senhor:  Aumenta-nos a fé."
Lucas 17. 35

"Vês como a fé operava juntamente com as suas obras; com efeito, foi pelas suas obras que a fé se consumou."
Tiago 2. 21



As ações são frutos da fé. Saiba que a fé que Deus colocou em seu coração, por menor que seja, é muito valiosa e tenha certeza de que você precisa colocar essa fé em ação.
Ninguém pode decidir por você. Por melhor que seja a decisão, não será produto de sua fé. Se há uma área na vida em que você é o ditador absoluto, em que nem Deus pode interferir, é o domínio de suas próprias escolhas e decisões. O que Deus teria de fazer nesse sentido já fez. Dotou você de capacidade para escolher e de fé. Uma das grandes causas do fracasso é a incapacidade de agir, de decidir, de escolher. Essa incapacidade é ilusória. Vença a si mesmo, começando a guerra neste ponto. Procure vencer a incapacidade e tantas outras coisas já comentadas que o impedem de tomar decisões sóbrias e sábias. Use a fé que Deus colocou em seu coração e comece a viver uma vida vitoriosa.



Ósculo Santo!

***Lucy Araújo***

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

DEUS É BOM DEMAIS... O Rei e o Súdito






Há muito tempo, num Reino distante, havia um Rei que não acreditava na bondade de Deus. Tinha, porém um súdito que sempre lhe lembrava dessa verdade. Em todas situações dizia:


-- Meu Rei, não desanime, porque Deus é bom !


Um dia, o Rei saiu para caçar juntamente com seu súdito, e uma fera da floresta atacou o Rei. O súdito conseguiu matar o animal, porém não evitou que sua majestade perdesse o dedo mínimo da mão direita.
O Rei, furioso pelo que havia acontecido, e sem mostrar agradecimento por ter sua vida salva pelos esforços de seu servo, perguntou a este:

-- E agora, o que você me diz ?
Deus é bom ?
Se Deus fosse bom eu não teria sido atacado, e não teria perdido o meu dedo.


O servo respondeu:


-- Meu Rei, apesar de todas essas coisas, somente posso dizer-lhe que Deus é bom, e que mesmo isso, perder um dedo, é para seu bem !

O Rei indignado com a resposta do súdito, mandou que fosse preso na cela mais fétida do calabouço.

Após algum tempo, o Rei saiu novamente para caçar e aconteceu dele ser atacado, desta vez por uma tribo de índios que vivia na selva. Estes índios eram temidos por todos, pois sabia-se que faziam sacrifícios humanos para seus deuses.

Mal prenderam o rei, passaram a preparar, cheios de júbilo, o ritual do sacrifício. Quando já estava tudo pronto, e o Rei já estava diante do altar, o sacerdote indígena, ao examinar a vítima, observou furioso:
-- Este homem não pode ser sacrificado, pois é defeituoso !
.....Falta-lhe um dedo"


E o Rei foi libertado. Ao voltar para o palácio, muito alegre e aliviado, libertou seu súdito e pediu que viesse em sua presença.
Ao ver o servo, abraçou-o afetuosamente dizendo-lhe:

-- Meu caro, Deus foi realmente bom comigo ! Você já deve estar sabendo que escapei da morte justamente porque não tinha um dos dedos. Mas ainda tenho em meu coração uma grande dúvida:


Se Deus é bom, por que permitiu que você fosse preso da maneira como foi ? .... Logo você, que tanto O defendeu !?


O servo sorriu e disse:-- Meu Rei, se eu estivesse junto contigo nessa caçada, certamente seria sacrificado em teu lugar, pois não me falta dedo algum !
Deus é bom demais!!!










sexta-feira, 5 de agosto de 2011

VOCÊ NÃO ESTÁ SÓ !



A vida nos reserva muitas coisas inevitáveis. A morte, a dor, a tristeza, o desengano, as traições dos amigos, a incompreensão, as promessas quebradas, os mal-entendidos, etc.
Todas estas coisas acontecem no curso normal de nossa vida.
A alma humana é um grande campo de batalha onde se travam os mais ferrenhos combates. Até Jesus Cristo passou por tentações e angústias.

O fato mais importante da vida é que nunca estamos sozinhos. Quando tudo parece querer desabar, quando não contemplamos mais os amigos a nosso lado ou quando somos desprezados pelos nossos parentes; quando temos a impressão de que até mesmo Deus não olha mais para nós, então se torna imperiosa a certeza de que tais pensamentos são enganosos. É hora de nos desiludirmos também com essas idéias, levantar a cabeça e dizer que não é nada disso; que tudo vai mudar; que Deus está conosco.

A realidade da presença e assistência de Deus sobre nós é insofismável. As promessas de Deus são para todos e Seus poderes estão disponíveis a todos os que estão desejosos de pagar o preço para obtê-los.
Creia que em toda e qualquer situação, você nunca está só.

Disse Jesus: De maneira alguma, te deixarei, nunca  jamais te abandonarei.
Hebreus 13. 5b



Ósculo Santo!

***Lucy Araújo***
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...