segunda-feira, 10 de julho de 2017

ESPERA QUE A VITÓRIA VEM!




A vitória requer espera...
Ao chegar em casa, depois de haver assistido a uma ópera, certa senhora abastada notou que sua joia de alto valor não se encontrava mais presa ao vestido. Ficou apreensiva porque a recebera do esposo ha poucas semanas.
Era preciso recupera-la. 


Julgando-a perdida no carro, desceu as escadas e foi a garagem. 

Abriu o carro, examinando-o cuidadosamente em cada cantinho, mas nada!


O que fazer?

Já se fazia tarde e, então, o mais sensato seria deixar para o dia seguinte as novas buscas e providencias. Antes de dormir, ainda deu mais uma boa olhadela no quarto de vestir para ver se a encontraria ali.
Tudo em vão.
Aquela foi uma noite de insônia... 
Nas primeiras horas da manha seguinte, aquela senhora fez uma ligação para o teatro onde estivera na véspera e foi gentilmente atendida pelo gerente a quem contou, com detalhes, a respeito do ocorrido.

Disse-lhe que estava certa de haver perdido, durante o espetáculo da noite anterior, a sua joia de valor incalculável - um broche de ouro cravejado de brilhantes. Sobretudo, era um presente do marido!
O gerente, demonstrando todo o interesse em colaborar na busca, pediu-lhe que permanecesse na linha, enquanto faria as verificações de praxe. Saiu então a procura do administrador, demorando um pouco para encontrá-lo a quem contou a historia indagando em seguida a respeito do possível aparecimento da joia em meio aos papeis retirados do chão do teatro.
O administrador informou que a joia havia sido encontrada e guardada em lugar seguro. Voltando ao telefone para transmitir a feliz noticia, o gerente constatou que a senhora já havia desligado.
Não teve paciência de esperar. Como não havia revelado seu nome, endereço ou numero do seu telefone, foi impossível encontra-la para lhe entregar a joia que tanto desejou recuperar.
Quantas pessoas buscam a Deus pedindo alguma coisa de muita importância, mas que não ficam na linha aguardando a resposta. Desanimam depressa demais e vão em busca de outra solução, esquecidas do fato de que Deus algumas vezes demora numa resposta porque o tempo não é oportuno ou porque a nossa vontade não está em perfeita sintonia com a dele.
Para se conseguir vitórias - materiais, intelectuais e, sobretudo, espirituais - é imprescindível que se saiba esperar.
A falta de paciência na espera pode levar alguém a precipitações, cujas consequências conduzem a sofrimentos ou prejuízos que poderão acompanha-la pelo resto da vida.

Paz queridos,






sexta-feira, 7 de julho de 2017

QUEM É JESUS: Estudo completo!







Se você deseja saber quem é Jesus, o que ELE veio fazer na terra, e o que isso muda em sua vida ,aqui você acompanhará um estudo detalhado, baseado em uma fonte confiável 
(a Bíblia) e sem distorções:

QUEM É JESUS?

“ E disse-lhe Jesus:
 Eu sou o caminho, e a verdade e a vida. 
Ninguém vem ao Pai senão por mim” 
Jo 14:6


Alguém afirmou que, se uma pessoa pudesse saber, com cinco minutos de antecedência, o que vai acontecer no futuro, não precisaria mais de duas semanas para governar o mundo. A Bíblia prevê, de maneira miraculosa, centenas de acontecimentos. Registra pequenas minúcias. Em muitos casos, as profecias foram feitas centenas e, às vezes, milhares de anos antes. Algumas profecias se referem a cidades e países, outras, a determinados indivíduos. Jesus Cristo é o objetivo de mais de 300 profecias do Antigo Testamento, feitas várias centenas de anos antes do Seu nascimento. A história confirma que, elas se cumpriram conforme foram preditas. As profecias confirmam, sem sombra de dúvida que Jesus é o verdadeiro Messias, o Filho de Deus e o Salvador do mundo. Damos em seguida algumas impressionantes predições a respeito de Jesus Cristo, com o registro do seu cumprimento:



NASCIMENTO: 

Isaías 7:14 - 

“Portanto o mesmo Senhor vos dará um sinal: Eis que uma virgem conceberá, e dará à luz um filho e será o seu nome EMANUEL”
Mateus 1:18-23 

18. “Ora o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Estando Maria, sua mãe, desposada com José, antes de se ajuntarem, achou-se ter concebido do Espírito Santo. 
22. Tudo isso aconteceu para que se cumprisse o que foi dito da parte do Senhor pelo profeta, que diz: 
23 Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho, e ele será chamado pelo nome de EMANUEL.
(EMANUEL traduzido é: Deus conosco).

O QUE JESUS CRISTO DECLAROU DE SI MESMO?
João 10:30 
"Eu e o Pai somos um".

João 14:8-9 
"Disse-lhe Filipe: Senhor, mostra-nos o Pai, o que nos basta. 
Disse-lhe Jesus: Estou há tanto tempo convosco, e não me tendes conhecido, Filipe? Quem me vê a mim vê o Pai, e como dizes tu: Mostra-nos o Pai?

João 14:6 
"Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim".

Mateus 28:19-20 
"Portanto, ide, ensinai todas as nações , batizando-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo; ensinando-as a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado e eis que eu estou convosco todos os dias, até à consumação dos séculos, Amém!"

Marcos 14:61,62 
"Mas ele calou-se e nada respondeu. O sumo sacerdote lhe tornou a perguntar e disse-lhe: És tu o Cristo, Filho do Deus Bendito? E Jesus disse-lhe: Eu Sou, e vereis o Filho do Homem assentado à direita do Todo-Poderoso e vindo sobre as nuvens do céu".


O QUE DISSERAM OS OUTROS A RESPEITO DE JESUS?

Seus inimigos: 

João 5:18 
"Por isso, pois, os judeus procuravam matá-lo, porque não se quebrantava o sábado, mas também dizia que Deus era seu próprio Pai, fazendo-se igual a Deus".

Pedro: 
Mateus 16:16-17 "E Simão Pedro, respondendo, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo. E Jesus respondendo, disse-lhe: Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque não foi a carne e sangue quem to revelou, mas meu Pai, que está nos céus";

Marta: 
João 11:27 
"Disse-lhe ela: Sim, Senhor, creio que tu és o Cristo, o Filho do Deus, que havia de vir ao mundo".

Tomé: 
João 20:25-28 
"Disseram-lhe, pois os outros discípulos: Vimos o Senhor. Mas ele disse-lhes: Se eu não vir o sinal dos cravos em suas mãos, e não puser o dedo no lugar dos cravos, e não puser minha mão no seu lado, de maneira nenhuma o crerei.. E, oito dias depois, estavam outra vez os seus discípulos dentro e, com eles, Tomé. Chegou Jesus, estando as portas fechadas, e apresentou-se no meio e disse: Paz seja convosco! Depois, disse a Tomé: Põe aqui o teu dedo e vê as minhas mãos; chega a tua mão e põe-na no meu lado; não sejas incrédulo, mas crente. Tomé respondeu e disse-lhe: Senhor meu, e Deus meu!" As escrituras declaram que Jesus é Deus. Este é o alicerce da fé cristã e da máxima importância para a nossa salvação. Se Cristo não fosse Deus, não poderia ter feito a expiação pelos pecados do mundo. 

A divindade de 

Jesus Cristo é demonstrada pelos seguintes fatos:

 Os nomes divinos são atribuídos a Ele, nas Escrituras:
 Deus 
João 20:28 
Tomé respondeu e disse-lhe: Senhor meu, e Deus meu!   

O Filho de Deus
 João 5:25 
Em verdade, em verdade vos digo que vem a hora, e agora é, em que os mortos ouvirão a voz do Filho de Deus, e os que a ouvirem viverão. 

O Primeiro e o Último 
Apocalipse 1:17 
E eu, quando o vi, caí a seus pés como morto; e Ele pôs sobre mim a sua destra, dizendo-me: Não temas; eu sou o Primeiro e o Último. 

O Santo 
Atos 3:14 
Mas vós negastes o Santo e o Justo e pedistes que se vos desse um homem homicida. 

O Senhor 
Atos 9:17 E 
Ananias foi , e entrou na casa, e, impondo-lhe as mãos, disse: Irmão Saulo, o Senhor Jesus, que te apareceu no caminho por onde vinhas, me enviou, para que tornes a ver e sejas cheio do Espírito Santo.  

Senhor de todos e Senhor da glória 
Atos 10:36 
A palavra que ele enviou aos filhos de Israel, anunciando a paz por Jesus Cristo (este é o Senhor de todos. I Coríntios 2:8 a qual nenhum dos príncipes deste mundo conheceu; porque, se a conhecessem, nunca crucificariam ao Senhor da glória.

Culto divino é prestado a Cristo 
João 5:23 
para que todos honrem o Filho, como honram o Pai. Quem não honra o Filho não honra o Pai, que o enviou.
e orações lhe são dirigidas. 
I Coríntios 1:2,3 2 
à igreja de Deus que está em Corinto, aos santificados em Cristo Jesus, chamados santos, com todos os que em todo lugar invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso: 
 graça e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo.

Funções divinas são atribuídas a Cristo: 
(a) Criador do universo (João 1:3 Todas as coisas foram feitas por Ele, e sem Ele nada do que foi feito se fez.) 
(b) preservador de todas as coisas (Hebreus 1:3 O qual, sendo o resplendor da sua glória, e a expressa imagem da sua pessoa, e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo feito por si mesmo a purificação dos nossos pecados, assento-se à destra da Majestade, nas alturas;) 
(c) perdoador dos pecados (Marcos 2:5 E Jesus, vendo-lhes a fé, disse ao paralítico: Filho, perdoados estão os teus pecados.) 
(d) doador da vida ressurreta (João 5:28,29 – 28 Não vos maravilheis disso, porque vem a hora em que todos os que estão nos sepulcros ouvirão a sua voz. 29 E os que fizeram o bem sairão para a ressurreição da vida; e os que fizeram o mal, para a ressurreição da condenação.) 
(e) juiz de todos os homens (II Timóteo 4:1 Conjuro-te, pois, diante de Deus e do Senhor Jesus Cristo, que há de julgar os vivos e os mortos, na sua vinda e no seu Reino.) 
(f) doador da salvação (João 6:47 Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim tem a vida eterna.)


O Nome de Jesus Cristo está associado com o de Deus Pai.
João 14: 1, 23  
1.  Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. 
23.  Jesus respondeu e disse-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele e faremos nele morada. 

II Coríntios 13:13
A graça do Senhor Jesus Cristo , e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo sejam com vós todos, Amém! 
Mateus 28:19 
Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo.

Sua impecabilidade e sua santidade dão testemunho da sua divindade. 
Lucas 1:35 
E, respondendo o anjo, disse-lhe: Descerá sobre ti o Espírito Santo, e a virtude do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra; pelo que também o Santo, que de ti há de nascer, será chamado Filho de Deus. 
II Coríntios 5:21 
Àquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós; para que, nele, fôssemos feitos justiça de Deus.)
 Foi declarado Filho de Deus pela sua ressurreição. 
Romanos 1: 4-6  
 4. declarado Filho de Deus em poder, segundo o Espírito de santificação, pela ressurreição dos mortos – Jesus Cristo, nosso Senhor, 
5. pelo qual recebemos a graça e o apostolado, para a obediência da fé entre todas as gentes pelo seu nome, 
6. entre as quais sois também vós chamados para serdes de Jesus Cristo. Estas provas conclusivas da divindade de Cristo significam que o crente deve portar-se diante de Cristo, exatamente da mesma maneira que se porta diante de Deus Pai. O crente deve crer N’Ele, reverenciá-lo e adorá-lo, orar a Ele, servi-lo e amá-lo.

A ENTRADA DE JESUS CRISTO NO MUNDO
Onde Jesus estava antes de vir ao mundo? 
(João 17:5 E, 
agora, glorifica-me tu, ó Pai, junto de ti mesmo, com aquela glória que tinha contigo antes que o mundo existisse.
Mateus 1:18-23 
18 Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Estando Maria, sua mãe, desposada com José, antes de se ajuntarem, achou-se ter concebido do Espírito Santo. 
19 Então, José, seu marido, como era justo e a não queria infamar, intentou deixá-la secretamente. 
20 E, projetando ele isso, eis que, em sonho, lhe apareceu um anjo do Senhor, dizendo: José, filho de Davi, não temas receber a Maria, tua mulher, porque o que nela está gerado é do Espírito Santo. 
21 E ela dará à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo dos seus pecados. 
22 Tudo isso aconteceu para que se cumprisse o que foi dito da parte do Senhor pelo profeta, que diz: 
23 Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho, e ele será chamado pelo nome de EMANUEL. (EMANUEL traduzido é: Deus conosco). 
O Novo Testamento mantém um silêncio quase completo quanto a trinta anos da vida de Jesus. Os escritores dos Evangelhos estavam talvez mais interessados em descrever a pessoa de Jesus do que Sua biografia.

O CARÁTER DE JESUS CRISTO
Mateus 5: 3-12 
"Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o Reino dos céus; 4 bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados; 5 bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra; bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos; bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia; bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus; bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus; bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o Reino dos céus; bem-aventurados sois vós quando vos injuriarem, e perseguirem, e, mentindo disserem todo o mal contra vós, por minha causa. Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós". 

Cinco aspectos nos deixa claro como é o caráter de Cristo, e, 
como deve ser o de um cristão.

Humildade: 
Mateus 11:29 Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para a vossa alma. 

Jesus foi modesto em toda a sua maneira de viver. Ele demonstrou sua humildade ao despojar-se de sua glória. 

Filipenses 2:6,7
6 que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus. 
7 Mas aniquilou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; na irrestrita obediência à vontade do Pai. 

João 5: 30 
Eu não posso de mim mesmo fazer coisa alguma; como ouço, assim julgo, e o meu juízo é justo, porque não busco a minha vontade, mas a vontade do Pai, que me enviou.); quando lavou os pés dos discípulos, e ao relacionar-se com todas as pessoas, independentemente de sua raça ou posição social.

Mateus 9:11 
E os fariseus, vendo isso, disseram aos seus discípulos: 
Por que come o vosso Mestre com os publicanos e pecadores? 

A humildade é um aspecto do caráter imprescindível a todos os crentes, pois os humildes sempre alcançaram o favor do Senhor. 

Tiago 4:6 
Antes, dá maior graça. Portanto, diz: Deus resiste aos soberbos, dá, porém graça aos humildes.

Mansidão: 
II Coríntios 10:1 
Além disso, eu, Paulo, vos rogo, pela mansidão e benignidade de Cristo, eu que, na verdade, quando presente entre vós, sou humilde, mas ausente, ousado para convosco). É uma virtude que se opõe à rudez.
Nosso Senhor Jesus Cristo sempre foi manso e benigno de coração.

Fome e sede de justiça 

Mateus 6:33
 Mas buscai primeiro o Reino de Deus, e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas:

“Reino de Deus” 
 devemos busca diligentemente a demonstração da soberania e do poder de Deus em nossa vida. Devemos orar para que o Reino de Deus se manifeste no grandioso poder do Espírito Santo para salvar pecadores, para destruir a influência demoníaca, para curar os enfermos e para engrandecer o nome do Senhor Jesus.

“Sua justiça”
 com a ajuda do Espírito Santo, devemos procurar obedecer aos mandamentos de Cristo, ter a sua justiça, permanecer separados da mundo e demonstrar o seu amor para com todos. O Senhor Jesus ordenou aos seus discípulos que priorizassem, acima de todas as coisas, o Reino de Deus e a sua justiça. Em um mundo onde as pessoas estão mais preocupadas em acumular riquezas do que socorrer ao aflito e necessitado, o verdadeiro crente deve refletir o caráter de Cristo através de uma vida de santidade e retidão.

Misericórdia: 
Mateus 5:7 
bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia;

 É a compaixão pela necessidade alheia. Jesus foi misericordioso com os homens em suas fraquezas e privações. Lembremos, pois, que a misericórdia é um mandamento divino, e que a Bíblia condena a indiferença para com os pobres. Sejamos misericordiosos assim como Jesus nos ensinou na Parábola do Samaritano. 

Lucas 10:25-37 25
25. E eis que se levantou um certo doutor da lei, tentando-o e dizendo: Mestre, que farei para herdar a vida eterna? 
26.  E ele lhe disse: Que está escrito na lei? Como lês? 
27. E, respondendo ele, disse: Amarás ao Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças, e de todo o teu entendimento e ao teu próximo como a ti mesmo. 
28. E disse-lhe: Respondeste bem; faze isso e viverás. 
29. Ele, porém, querendo justificar-se a si mesmo, disse a Jesus: E quem é o meu próximo? 
30. E, respondendo Jesus, disse: Descia um homem de Jerusalém para Jericó, os quais o despojaram e, espancando-o, se retiraram, deixando-o meio morto. 31. E, ocasionalmente, descia pelo mesmo caminho certo sacerdote; e vendo-o, passou de largo. 
32. E, de igual modo, também um levita, chegando àquele lugar e vendo-o passou de largo. 
33. Mas um samaritano que ia de viagem chegou ao pé dele e, vendo-o, moveu-se de íntima compaixão. 
34. E, aproximando-se, atou-lhe as feridas, aplicando-lhes azeite e vinho; e, pondo-o sobre a sua cavalgadura, levou-o para uma estalagem e cuidou dele; 35. E, partindo ao outro dia, tirou dois dinheiros, e deu-os ao hospedeiro, e disse-lhe: Cuida dele, e tudo o que de mais gastardes eu to pagarei, quando voltar. 
36. Qual, pois, destes três te parece que foi o próximo daquele que caiu nas mãos dos salteadores? 
37. E ele disse: O que usou de misericórdia para com ele. Disse, pois, Jesus: Vai e faze da mesma maneira.

Coração puro 
Mateus 5:8 
bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus. 

Nas Escrituras, o coração representa a personalidade, o centro das emoções humanas. Por isso, a Bíblia afirma que o Senhor sonda os corações e conhece o interior de cada pessoa. Quando Cristo repreendeu os fariseus, mostrou-lhes como a pureza interior era necessária. 
Ele os acusou de serem semelhantes aos “sepulcros caiados” 
Mateus 23:27 Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Pois que sois semelhantes aos sepulcros caiados, que por fora realmente parecem formosos, mas interiormente estão cheios de ossos de mortos e de toda imundícia. 
O Senhor, que conhece os nossos pensamentos e as motivações de nossas ações cotidianas, manifestará em seu santo e justo julgamento cada uma de nossas ações.

Pacificador 
Mateus 5:9 
bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus; 
Hebreus 12:14 
Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor. 

Fomos conclamados a seguir a paz e, na medida do possível, ter paz com todos os homens. Ser santo é estar separado do pecado e consagrado a Deus. É ficar perto de Deus, ser semelhante a Ele, e, de todo o coração, buscar sua presença, sua justiça e a sua comunhão. Acima de todas as coisas, a santidade é a prioridade de Deus para os seus seguidores.

JESUS CRISTO COMO MESTRE
LUCAS 6:20-49 
"E, levantando ele os olhos para os seus discípulos, dizia: Bem-aventurados vós, os pobres, porque vosso é o Reino de Deus. Bem-aventurados vós, que agora tendes fome, porque sereis fartos. Bem-aventurados vós, que agora chorais, porque haveis de rir. Bem-aventurados sereis quando os homens vos aborrecerem, e quando vos separarem, e vos injuriarem, e rejeitarem o vosso nome como mau, por causa do Filho do homem. Folgai nesse dia, exultai, porque é grande o vosso galardão no céu, pois assim faziam os seus pais aos profetas. Mas ai de vós, ricos! Porque já tendes a vossa consolação. Ai de vós, os que agora rides, porque vos lamentareis e chorareis! Ai de vós quando todos os homens falarem bem de vós, porque assim faziam seus pais aos falsos profetas! Mas a vós, que ouvis, digo: Amai a vossos inimigos, fazei bem aos que vos aborrecem, bendizei os que vos maldizem e orai pelos que vos caluniam. Ao que te ferir numa face, oferece-lhe também a outra; e ao que te houver tirado a capa, nem a túnica recuses. E dá a qualquer que te pedir; e ao que tomar o que é teu, não lho tornes a pedir. E como vós quereis que os homens vos façam, da mesma maneira fazei-lhes vós também. E, se amardes aos que vos amam, que recompensa tereis? Também os pecadores amam aos que os amam. E se fizerdes bem aos que vos fazem bem, que recompensa tereis? Também os pecadores fazem o mesmo. E, se emprestardes àqueles que quem esperais tornar a receber, que recompensa tereis? Também os pecadores emprestam aos pecadores, para tornarem a receber outro tanto. Amai, pois a vossos inimigos, e fazei o bem, e emprestai, sem nada esperardes, e será grande o vosso galardão. E sereis filhos do Altíssimo; porque ele é benigno até para com os ingratos e maus. Sede, pois misericordiosos, como também vosso Pai é misericordioso. Não julgueis, e não sereis julgados; não condeneis, e não sereis condenados; soltai, e soltar-vos-ão. Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando vos darão; porque com a mesma medida com que medirdes também vos medirão de novo. E disse-lhes uma parábola: Pode, porventura, um cego guiar outro cego? Não cairão ambos na cova? O discípulo não é superior a sue mestre, mas todo o que for perfeito será como o seu mestre. E por que atentas tu no argueiro que está no olho do teu irmão e não reparas na trave que está no teu próprio olho? Ou como podes dizer a teu irmão: Irmão, deixa-me tirar o argueiro que está no teu olho, não atentando tu mesmo na trave que está no teu olho? Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho e, então, verás bem para tirar o argueiro que está no olho de teu irmão. Porque não há boa árvore que dê mau fruto, nem má árvore que dê bom fruto.
Porque cada árvore se conhece pelo seu próprio fruto; pois não se colhem figos dos espinheiros, nem se vindimam uvas dos abrolhos. O homem bom, do bom tesouro do seu coração, tira o bem e o homem mau, do mau tesouro do seu coração tira o mal, porque da abundância do seu coração fala a boca. E por que me chamais Senhor, Senhor, e não fazeis o que eu digo? Qualquer que vem a mim, e ouve as minhas palavras, e as observa, eu vos mostrarei a que é semelhante. É semelhante ao homem que edificou uma casa, e cavou, e abriu bem fundo, e pôs os alicerces sobre rocha; e vindo a enchente, bateu com ímpeto a corrente naquela casa e não a pôde abalar, porque estava fundada sobre rocha. Mas o que ouve e não pratica é semelhante ao homem que edificou uma casa sobre terra, sem alicerces, na qual bateu com ímpeto a corrente, e logo caiu; e foi grande a ruína daquela casa".
Lucas 7:29 E todo o povo que o ouviu e os publicanos, tendo sido batizados com o batismo de João, justificaram a Deus.

A NECESSIDADE DA MORTE DE JESUS CRISTO
Medite em Romanos 3:10-18 
"Como está escrito: Não há um justo, nem um sequer. Não há ninguém que entenda; não há ninguém que busque a Deus. Todos se extraviaram e juntamente se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só. A sua garganta é um sepulcro aberto; com a língua tratam enganosamente; peçonha de áspides está debaixo de seus lábios; cuja boca está cheia de maldição e amargura. Os seus pés são ligeiros para derramar sangue. Em seus caminhos há destruição e miséria; e não conheceram o caminho da paz. Não há temor de Deus diante de seus olhos".

Romanos 3:23 
Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus.

QUAL O RESULTADO DO PECADO?
A Bíblia ensina que morte significa separação, e não cessação da existência. A morte física é a separação entre a alma (a parte imaterial ou espiritual do homem) e o corpo (a parte material do homem) com a resultante decomposição do corpo.

Romanos 6:23 
"Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus, nosso Senhor". A morte espiritual é a separação entre o homem e Deus. Tanto a morte física como a espiritual são resultados do pecado. Na verdade, o homem foi criado para ter comunhão com Deus mas, devido ao seu obstinado egocentrismo, escolheu seguir o seu próprio caminho, e a comunhão foi interrompida. Os resultados dessa separação não são somente os pecados grosseiros como assassinato, imoralidade, roubo, etc., mas também a preocupação, a irritabilidade, a falta de objetivo, a falta de interesse pela vida, a frustração, o desejo de escapar à realidade e o medo da morte. Esses e muitos outros são evidências de que o homem está isolado de Deus, Único capaz de lhe dar poder para viver a vida abundante.

O RESULTADO DA MORTE DE CRISTO
II Coríntios 5:21 
"Àquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós, para que, nele, fôssemos feitos justiça de Deus". 

As escrituras não declaram em nenhum lugar que Cristo foi ‘pecador’. Ele sempre permanece como o imaculado Cordeiro de Deus. Cristo tomou, sim, nossos pecados sobre si, e Deus Pai o fez objeto do seu juízo ao tornar-se Ele uma oferta na cruz pelos nossos pecados. 

Isaías 53:4,5, 10  
4. Verdadeiramente, ele tomou sobre si as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputamos por aflito, ferido de Deus e oprimido. 5. Mas ele foi ferido pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e, pelas suas pisaduras, fomos sarados. 
10. Todavia, ao Senhor agradou o moê-lo, fazendo-o enfermar; quando a sua alma se puser por expiação do pecado, verá a sua posteridade, prolongará os dias, e o bom prazer do Senhor prosperará na sua mão. 

Jesus, ao sofrer o nosso castigo na cruz, tornou possível a Deus perdoar os pecadores, sem violar sua própria justiça. 

I Pedro 3:18 
Porque também Cristo padeceu pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus; mortificado, na verdade, na carne, mas vivificado pelo Espírito.

APLICAÇÃO PESSOAL DA MORTE DE CRISTO
A fé salvífica é muito mais do que crê em verdades a respeito de Cristo. Ela nos aproxima d’Ele, faz-nos permanecer n’Ele e entregar-lhe nossa vida conturbada na confiança de que Ele, sua Palavra e o Espírito Santo nos conduzirão através desta vida à gloriosa presença do Pai.

Atos 16:31 
"E eles disseram: Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa. Efésios 2:8 
Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isso não vem de vós; 
é dom de Deus".

 A salvação é um dom da graça de Deus, mas somente podemos recebê-la em resposta à fé, do lado humano. Para entender corretamente o processo da salvação, precisamos entender essas duas palavras: Fé e Graça.

FÉ SALVÍFICA
Única condição prévia que Deus requer do homem para a sua salvação. 

O conceito de fé no Novo Testamento abrange quatro elementos principais: 

 Fé significa crer e confiar firmemente no Cristo crucificado e ressurreto como nosso Senhor e Salvador pessoal. 

 Arrependimento, e desviar-se do pecado, e voltar-se exclusivamente para Deus.  

Obediência a Jesus Cristo e a sua Palavra, como maneira de viver inspirada por nossa fé, por nossa gratidão a Deus e pela obra regeneradora do Espírito Santo em nós. “É a obediência que provém da fé”. 

A fé inclui sincera dedicação pessoal e fidelidade a Jesus Cristo, que se expressam na confiança, amor, gratidão e lealdade para com Ele. A fé, no seu sentido mais elevado, não se diferencia muito do amor. É uma atividade pessoal de sacrifício e de abnegação para com Cristo.

GRAÇA
No Antigo Testamento Deus revelou-se como o Deus da graça e misericórdia, demonstrando amor para com o seu povo, não porque este merecesse, mas por causa da fidelidade de Deus à promessa feita a Abraão, Isaque e Jacó. 

Os escritores bíblicos dão prosseguimento ao tema da graça como sendo a presença e o amor de Deus em Cristo Jesus, transmitidos aos crentes pelo Espírito Santo e que lhes outorga misericórdia, perdão, querer e poder para fazer a vontade de Deus tais como:
1) Deus concede uma medida da sua graça como dádiva aos incrédulos a fim de poderem crer no Senhor Jesus Cristo.

2) Deus concede graça ao crente pra que seja “liberto do pecado”, para que nele opere tanto “o querer como o efetuar, segundo a sua boa vontade”, para orar, para crescer, e, para testemunhar em Cristo.

3) Devemos diligentemente desejar e buscar a graça de Deus. Alguns dos meios pelos quais o crente recebe a graça de Deus são: estudar as Escrituras Sagradas e obedecer aos seus preceitos, ouvir a proclamação do evangelho, jejuar, adorar a Cristo e participar da Ceia do Senhor.


x_3e1c66cc photo x_3e1c66cc_zps06a001ac.gif



segunda-feira, 19 de junho de 2017

DEUS VÊ SOB PERSPECTIVA ETERNA!


“Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.”

Eclesiastes 3.1


Quando se trata de oração, a maioria de nós pensa no tempo, isto é, pensamos sobre o tempo de resposta de Deus. Quando não é imediata, imaginamos ansiosos a razão. Eclesiastes, porém, nos diz: "Tudo tem o seu tempo determinado, e O tempo para todo o propósito debaixo do céu" (3:1). O tempo de Deus difere do nosso.Vivemos num Seus caminhos não são os nossos. Vivemos segundo o tempo terreno. Deus vê sob a perspectiva eterna. Viver num mundo cujo tempo é cronometrado e esperar pelo tempo de Deus é difícil, especialmente quando pedimos algo que queremos ou precisamos de imediato.

Ainda que oremos e tenhamos fé, temos de lembrar que o resultado e o tempo estão nas mãos de Deus. Ele diz que há "tempo de curar" (3:3). Portanto, se é o que você pediu e não obteve, não se culpe ou tenha raiva de Deus. Ele às vezes usa males físicos para obter nossa atenção, a fim de poder conversar conosco. O Senhor deseja que nos voltemos fervorosamente para Ele. Então, continue a orar e não perca a esperança.

O mesmo se aplica quando oramos a Deus para que salve a vida de alguém. Não temos a palavra final sobre a hora da morte de ninguém. A Bíblia diz que há "tempo de morrer" (3:2). A decisão, porém, não nos cabe, mas a Deus. E devemos aceitá-la. Podemos orar, mas Ele determina o resultado. Precisamos aceitar o que Deus faz sem ressentimentos ou ira contra Ele.

O tempo do Senhor é perfeito. Quando nos rendemos nos sentimos livres. Quão prazeroso é buscar a bondade de Deus enquanto esperamos. Ainda que você possa não entender exatamente o que Deus está fazendo, pode confiar: Ele está agindo. O Senhor tem os melhores interesses. Ele vai transformar-lhe a vida em seu tempo perfeito.

Amém!

Paz queridos,
Lúcy Jorge

A VONTADE DE DEUS É BOA PERFEITA E AGRADÁVEL!



'E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.'
Romanos 12.2

Você foi escolhido, dentre toda a criação, para ser à imagem e semelhança do criador
 (Gn 1.26).

Como filhos de Deus (Jo 1.12), isto é, servos de Cristo, temos um Pai, que é conhecedor de todas as coisas, disposto a nos ajudar a enfrentar as mais diversas situações, até mesmo as que ainda não aconteceram.

Não se engane, o céu e a terra passarão, mas as palavras do Senhor não hão de passar (Mt 24.35); Ele é o mesmo ontem, e hoje, e eternamente
(Hb 13.8) e sua palavra não volta vazia, antes faz o que o apraz (Is 55.11). 
Ainda que as coisas mudem ao nosso redor, Deus continua sendo Deus, Sua palavra continua sendo viva e eficaz (Hb 4.12), Ele continua a nos amar e o preço continua como pago na cruz do Calvário, pelo sacrifício de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, nosso amado redentor.
Amém!

Paz queridos,
Lúcy Jorge


domingo, 14 de maio de 2017

CLASSIFICAÇÃO DOS DONS ESPIRITUAIS: Perguntas e Respostas




DONS DE REVELAÇÃO

*O dom da palavra de sabedoria
*O dom da palavra do conhecimento
*O dom de discernimento de espíritos



DONS DE PODER

*O dom da fé
                 *O dom de operações de milagres
  *O dom de cura



DONS DE INSPIRAÇÃO

*O dom de profecia
*O dom de línguas
*O dom de interpretação de línguas




HÁ MUITO SOBRE O ASSUNTO NO NOVO TESTAMENTO?
O tema é bastante discutido na primeira epístola aos Coríntios, nos capítulos 12 e 14, e as referência feitas aos dons espirituais em Romanos e em outras cartas. Na época e que elas foram escritas, os dons do Espírito eram, em geral, exercitados nas igrejas, a fim de que, devido ao uso, fossem plenamente entendidas.

QUANTOS DONS DO ESPÍRITO EXISTEM?
Há nove, a saber:
A palavra da sabedoria; a palavra do conhecimento; fé; dom de cura; operação de maravilhas; profecia; discernimento de espíritos; diversos tipos de línguas; interpretação de línguas (I Co 12. 8-12).

ESSES DONS SÃO ENCONTRADOS TANTO NO ANTIGO TESTAMENTO QUANTO NO NOVO?
Os primeiros sete dons manifestaram-se na realidade no Antigo Testamento, mas os dois últimos, línguas e interpretação, foram dados para a dispensação da Igreja.

POR QUE TIVERAM DE SER ADICIONADOS DOIS DONS AOS SETE?
Quando os filhos de Israel estavam reunidos ao redor do Tabernáculo, o Senhor Se manifestava na coluna de nuvem ou na de fogo, e a evidência sobrenatural era visível a todos no acampamento (Êx 13. 21). Hoje, Seu povo está disperso por todo o mundo, então a evidência de Sua presença sobrenatural deve ser pessoal, de casa membro da Igreja, em qualquer lugar.

AS LÍNGUAS CESSARÃO?
QUANDO ISSO OCORRE?
Elas terminarão quando entrarmos na presença do Senhor. No momento, vemos por um vidro embaçado, obscuramente, mas, na ressurreição, veremos face a face, e nossas limitadas profecias e línguas com interpretação não mais serão necessárias.

O DOM DE LÍNGUAS JÁ CESSOU ALGUMA VEZ?
A corrente sobrenatural nunca parou de fluir, embora algumas vezes tenha havido épocas em que uma morte espiritual fez parecer que as fontes da revelação e inspiração tivessem secado completamente. No entanto, as épocas mais sombrias da história da Igreja registraram casos do sobrenatural, o que nos leva a crer que as manifestações sobrenaturais do Espírito sempre estiveram em evidência.

HÁ ALGUMA ORDEM NOS NOVE DONS?
Na realidade, há três grupos, com três dons cada um. 
Os grupos podem ser classificados da seguinte maneira:
1. revelação
2. poder
3. inspiração

QUAIS SÃO OS RESPECTIVOS DONS  DE CADA GRUPO?
* Os dons de revelação são a palavra de sabedoria, a palavra do conhecimento e o discernimento de espíritos.
* Os de poder são fé, maravilhas e curas.
*Os de inspiração são profecia, vários tipos de línguas e interpretação de línguas.

NÃO HÁ REVELAÇÃO NA PROFECIA?
Vamos tratar desse dom detalhadamente quando abordarmos o assunto, mas é suficiente dizer no momento que, no simples dom de profecia em si, não há revelação.

É VERDADE QUE SE ACEITA GERALMENTE QUE PROFECIA E PREDIÇÃO SÃO A MESMA COISA?
Sim, pois o termo profecia é tanto genérico quanto específico; mas, como explicado anteriormente, trataremos desse assunto adiante.

QUAIS SÃO OS DONS MENCIONADOS EM EFÉSIOS 4?
Os de apóstolos, profetas, evangelistas, pastores e mestres. Estes são os dons ministeriais que o Senhor dá a Sua Igreja (Ef 4. 11, 12). Esses ministros precisam dos dons do Espírito.

QUAL A DIFERENÇA ENTRE OS DONS MINISTERIAIS E OS DONS DO ESPÍRITO?
O Senhor Jesus provê ministros dotados espiritualmente para a edificação de Sua Igreja (Ef 4. 12), e o Espírito Santo provê Suas manifestações a esses ministros para a obra a qual eles foram chamados (Ef 4. 7).

POR QUE A PALAVRA DIZ ORA HÁ DIVERSIDADE DE DONS, MAS O ESPÍRITO É O MESMO (I Co 12. 4)?
Os apóstolos chama a atenção para o fato de que, embora os dons sejam diferentes uns dos outros, a origem, ou fonte, é a mesma.

ENTÃO NÃO NOVE ESPÍRITOS DE DEUS, MAS UM?
Isso mesmo, Os dons são diversas manifestações do mesmo Espírito. O Espírito Santo se manifesta de nove maneiras diferentes.

QUAL O SIGNIFICADO DE: E HÁ DIVERSIDADE DE OPERAÇÕES, MAS É O MESMO DEUS QUE OPERA TUDO EM TODOS (I Co 12. 6)?
Os dons operam de forma diferente em cada indivíduo. Vejamos por exemplo a operação de maravilhas. Em Elias, estava associada ao manto que ele usava; em Moisés, à vara que ele havia transformado em serpente, e, em Sansão, ao poder miraculoso que era inseparável de seu físico a fim de que ele se tornasse sobrenaturalmente forte quando o Espírito estava sobre ele. Em cada caso, houve manifestação do mesmo dom, embora as realizações tenham sido diversas.

O QUE SIGNIFICA MAS UM SÓ E O MESMO ESPÍRITO OPERA TODAS ESSAS COISAS, REPARTINDO PARTICULARMENTE A CADA UM COMO QUER  (I Co 12. 11)?
O Espírito tem a prerrogativa de conceder os dons que Ele achar mais adequado para cada pessoa. Cabe a nós procurarmos com zelo nos melhores dons do Espírito Santo, e é prerrogativa do Espírito conceder esses dons conforme Sua vontade.

EM I CORÍNTIOS 12. 31, LEMOS QUE DEVEMOS PROCURAR COM ZELO OS MELHORES DONS, MAS O APÓSTOLO IRIA MOSTRAR-NOS UM CAMINHO AINDA MAIS EXCELENTE. QUAL É ESSE CAMINHO AINDA MAIS EXCELENTE?
Buscar o amor de Deus em primeiro lugar e desejar os dons do Espírito a fim de que possamos servir melhor a Deus. A resposta na realidade é dada no capítulo 14, versículo 1 (ARA): 
Segui o amor e procurai, com zelo, os dons espirituais, mas principalmente que profetizeis. Se colocarmos os dons espirituais antes do amor de Deus, cometeremos um erro sério; primeiro e mais importante é o amor de Deus. Aqueles que amam o Senhor procurarão normalmente os dons espirituais, visto que são manifestações do Seu Espírito, concedidos para a Sua glória e engrandecimento de Sua Igreja.

COMO TRATAR CADA DOM, SEPARADAMENTE OU EM GRUPOS?
Parece ser mais simples tratar dos dons um por um. 
Proponho iniciar com a palavra de sabedoria.




PRÓXIMO POST - Perguntas e Respostas sobre:
O DOM DA PALAVRA DE SABEDORIA


x_3cebcff8




  Image and video hosting by TinyPic

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...