sexta-feira, 20 de novembro de 2015

INCREDULIDADE: Repreende este espírito!



A incredulidade é basicamente toda forma de ceticismo que predomina em tudo o que é espiritual. Não apenas a falta de fé, mas toda forma de rebelião contra a verdade do Senhor. Onde quer que haja incredulidade, nunca será possível agradar a Deus; devemos buscá-Lo com fé para agradar-Lhe, crendo que Ele existe e é Galardoador dos que O buscam. (Hebreus 11. 6).

Antigamente em Israel, nos dias do profeta Eliseu, um rei da Síria chamado Ben-Hadade lançou um cerco à Samaria, capital de Israel. Isso levou a economia samaritana a uma terrível recessão, acarretando um grande aumento do preço dos alimentos. A hiperinflação fez com que a maioria das pessoas não tivesse condições de comprar nem o básico da alimentação.

A situação ficou tão desesperadora, que duas mulheres resolveram cozinhar e comer seus filhos, um de cada vez. (2º Reis 6. 29)!

Segundo a história, que se encontra em 2º Reis 7, no ápice da crise, quando as previsões do banco de Samaria e da reserva nacional samaritana eram as piores possíveis, um homem de Deus o profeta Eliseu, declarou que, em 24 horas, o preço dos itens da cesta básica cairia e voltaria ao mesmo preço que era antes de a crise começar. A profecia de Eliseu era totalmente contrária a todos os dados econômicos do governo -  não fazia sentido algum!

O conselheiro econômico do rei de Samaria disse a Elias que. mesmo que as janelas dos céus se abrissem, isso não aconteceria. Em outras palavras, a incredulidade dele era tamanha, que o impediu de crer que, se foi DEUS quem decidiu fazer um milagre, isso de fato aconteceria, Isso é o cúmulo da incredulidade. Não há nada pior do que isso! Aquele homem demonstrou um nível tão grande de descrença, que o profeta não teve outra escolha senão amaldiçoá-lo. Elias disse que ele veria o milagre acontecer com seus próprios olhos, mas não desfrutaria nada dele.

A profecia de Eliseu se cumpriu. Por meio da intervenção direta e da provisão de Deus; no dia seguinte, o preço dos gêneros de primeira necessidade caiu e voltou ao mesmo preço que era antes da crise. O rei então designou seu conselheiro econômico para supervisionar a venda e a distribuição dos alimentos para a população. Ele, de fato viu o milagre acontecer, mas não pôde desfrutar dele, pois morreu pisoteado quando as pessoas irromperam para comprar alimentos.



CONCLUSÃO

Em tempo de crise não deixe o espírito de incredulidade fazer morada em sua mente e coração. Busque a Deus com toda as suas forças e com todo seu entendimento.
Para Deus não há crise. Ele é o provedor e especialista em fazer MILAGRES.

NÃO TEMAS: 
Crê somente!

  
x_3e1c66cc photo x_3e1c66cc_zps06a001ac.gif



quarta-feira, 18 de novembro de 2015

TUDO O QUE NÃO PROVEM DO SENHOR DEVE SER DESCARTADO!



Há quem já tenha ouvido muito as instruções e, no entanto, continua a trilhar o caminho do erro. Isso, além de irritar o nosso Deus, fará com que Ele cesse de conceder ao endurecido de coração novas oportunidades.

Assim diz o SENHOR dos Exércitos, o Deus de Israel: Vei e dize aos homens de Judá e aos moradores de Jerusalém: Porventura, nunca aceitareis instrução, para ouvirdes as minhas palavras? - diz o SENHOR.
Jeremias 35. 13

Tudo que não provém do Senhor Deus deve ser descartado, ainda que pareça certo e sábio.
Só devemos dar ouvidos àquilo que Ele, pela Palavra, nos fala ao coração. O que não tem respaldo bíblico é lixo espiritual e, como tal, deve ser rejeitado, pois além de não fazer bem, ainda causa grande prejuízo.

E rejeita as questões loucas e sem instrução, sabendo que produzem contendas.
II Timóteo 2. 23


A  INSTRUÇÃO  É  VIDA  E  REQUER  RESPONSABILIDADE

A instrução de Deus, nesse estudo, ou em qualquer outro que tenha a Palavra como base, é a sua vitória, a sua cura, e o seu sucesso; ela é tudo que você precisa. Se você a deixar, estará perdendo o seu bem mais precioso - a sua vida - e estará assumindo a sua condenação, a sua morte. Desprezar a instrução que o Senhor lhe passa é lançar-se nas mãos do devorador. Assumi-la é lançar-se nas mãos do Senhor.

Antes, Deus fala uma e duas vezes; porém ninguém atenta para isso. Então, abre os ouvidos dos homens, e lhes sela a sua instrução, para apartar o homem do seu desígnio e esconder do homem a soberba; para desviar a sua alma da cova e a sua vida, de passar pela espada.
Jó 33. 14, 16-18

Que canção alegre é para a alma a revelação da Palavra de Deus. Se tivéssemos de pagar alguma quantia para obter a instrução, deveríamos fazer qualquer sacrifício para conseguí-la. Mas, graças a Deus que ela nos é fornecida gratuitamente, como também o são todas as bênçãos.

O temor do SENHOR é o princípio da ciência; os loucos desprezam a sabedoria e a instrução. Filho meu, ouve a instrução de teu pai e não deixes a doutrina de tua mãe. Porque diadema de graça serão para a tua cabeça e colares para o teu pescoço.
Provérbios 1. 7-9


O SENHOR NOS REVELOU UM PRINCÍPIO QUE NUNCA DEVEMOS ESQUECER:

Pois eu vos digo que a qualquer que tiver ser-lhe-á dado, mas ao que não tiver até o que tem lhe será tirado.
Lucas 19. 26


Podemos aplicar este princípio na instrução, unindo-o ao que ensina Provérbios 9. 9:

Dá instrução ao sábio, e ele se fará mais sábio; ensina ao justo, e ele crescerá em entendimento.

Segundo o Espírito do Senhor, a pessoa sábia deve ficar atenta para receber mais instrução. O nosso Pai determinou que a instrução não cessasse de ser transmitida, mesmo que a pessoa já fosse sábia. Quanto mais o justo for ensinado, mais ele crescerá em entendimento.
A fórmula para se receber a instrução é ver o que o Senhor Deus está nos dando e, vendo, meditar sobre aquilo.

O que tendo eu visto, o considerei; e, vendo-o, recebi instrução.
Provérbios 24. 32



x_3e1c66cc photo x_3e1c66cc_zps06a001ac.gif



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...