quinta-feira, 17 de novembro de 2011

A CURA DO HOMEM NO RELACIONAMENTO CONJUGAL


Eduardo era um indivíduo bem-sucedido na área secular.
Sua profissão o colocara em um papel de liderança diante das pessoas. Era corajoso e responsável. Atendia bem a todos, e a comunicação não parecia ser problema para ele. Sua imagem era a de um homem que inspirava confiança e sucesso e dava a impressão de ser bastante expansivo. No entanto, a moeda tem dois lados. Em seu lar, agia de modo oposto ao que era no mundo. A liderança em casa fora assumido pela esposa, e ele contentava-se em manter a passividade e continuar envolvido nos próprios prazeres particulares. O diálogo quase não existia, e a televisão o atraía mais que a sua família. Esse personagem extrovertido do mundo renunciara a toda liderança e responsabilidade em seu lar.

A esposa de Eduardo reclamava de negligência, indiferença e falta de amor. Na verdade, queixava-se de não conhecer bem seu marido, porque a personalidade dele mudava de acordo com as características do amigo com quem ele estava no momento, enquanto em casa era completamente apático. Quem era aquele homem com o qual se casara? Como teria caído nessa? Agora, restava-lhe a decepção, as mágoas e o abandono. Seu casamento tornara-se insuportável.

Muitos homens, à semelhança de Eduardo, demonstram ser bem-sucedidos, mas, dentro do lar, são passivos indiferentes e calados.
O que causa essa reversão de papéis?
No caso de John, era a raiz da rejeição, vinda de sua infância, e a perda de identidade. Em sua mente, ele lutava para descobrir seu papel. No mundo, conseguira encontrar um desempenho que çhe trouxe sucesso. Conseguiu amigos com sua habilidade para se adaptar e ser flexível. Tudo isso ele construiu de modo superficial. No entanto, no lar, a comunicação tinha de ser feita sobre os moldes de seu valor pessoal. Seu jogo de cena foi descartado para um modo de ser mais passivo, sendo responsável pelo abandono da família. Os assuntos financeiros, a disciplina das crianças e a maioria das outras decisões ficavam por conta da mulher.

Quando isso acontece, o que a mulher deve fazer?

Primeiro, reconhecer a causa do problema. Eduardo era provavelmente de um lar no qual não costumava ter boa acolhida da parte do pai. Enquanto seus irmãos iam para a floresta trabalhar, ele tinha de ficar em casa com a mãe e ajudar nas tarefas domésticas. Antes de ele nascer, os pais queriam uma menina ao invés de um menino, e, por esse motivo, prejudicaram-no no sentido de encontrar a si mesmo. Além disso, o fato de precisar cumprir tarefas mais comuns às mulheres, levou-o a perder sua identidade. A falta da aceitação paterna cedeu terreno para o crescimento da amargura e,em seguida, à auto-rejeição. Consequentemente, ele não conseguia transmitir amor à esposa. Por sua vez, ela tinha a impressão de nunca chegar a conhecê-lo verdadeiramente.
Segundo, deve acabar com as mágoa e frustrações. Ao reconhecer a raiz do problema, precisa liberar o marido de todas as decepções e expectativas. Tenha uma atitude de perdão para com ele e soltar a amargura interior. Somente assim haverá terreno para comunicação e mudança. Esposa, tome a iniciativa.
Terceiro, deixe o Pai celeste desenvolver amor e aceitação em você. Isso produzirá um bom resultado; embora fraco no começo, seja paciente. Com isso, Deus terá como trabalhar em seu favor, e a comunicação fluirá melhor.
Quarto, procure ajudá-lo a acabar com a auto-imagem negativa que surgiu da rejeição. Para isso, faça todo o possível para edificar a auto-estima dele.
Fale de coisas positivas que o elogiem e mostre-lhe seu amor e respeito. Valorize os pontos significativos da personalidade dele. Mantenha sempre as declarações bíblicas em mente quando estiver conversando ou falando dele: Quanto mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo,tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai (Fp 4. 8).
Quinto, gradativamente, transfira a responsabilidade do lar para ele, recusando-se a tomar decisões que cabem a ele. Cuidadosamente, mas com firmeza, coloque mais vezes nas mãos dele a incumbência com as crianças e a disciplina delas. Conte-lhe sobre as questões da casa que precisam ser resolvidas. Explique-lhe claramente as necessidades do convívio familiar e recuse-se a resmungar, caso ele não se ocupe delas imediatamente.
Sexto, faça coisas que ele aprecia. Prepare sua comida predileta, dê-lhe atençao especial efaça dele a pessoa mais importante do lar. Diga-lhe o quanto ele é essencial para você. Encontre maneiras de alegrá-lo e mostrar-lhe seu respeito e admiração. Faça de seu horário de chegada, após o trabalho, um momento de festa; arrume-se e espere por ele. Transmita amor, respeito e alegria a seus filhos, ao dizer-lhes que guardem seus brinquedos e se arrumem, e estimule-os com alegria à chegada do pai com palavras como: "O papai está chegando!". Faça isso todos os dias. Não receba na porta com problemas. Tais questões podem esperar até depois do jantar.
Sétimo, não seja egoísta em sua atitude. Você tem uma escolha: pensar o tempo todo nas próprias necessidades e decepções, ou mudar a situação e tornar-se uma esposa amável e com facilidade de perdoar. Dê-lhe bastante carinho e atenção, e tudo retornará, com dividendos, em seu próprio benefício. Invista em seu marido e no bom convívio no lar. Isso não significará que você  perderá identidade, mas ajudará o esposo a desenvolver um caráter mais fortalecido.
Oitavo, não se promova. Em época de direitos iguais, um espírito competitivo por parte da esposa pode levar o cônjuge a se retrair para a passividade e a falta de comunicação. Ele irá sentir-se ameaçado e intimidado por aquela que está determinada a ter seu próprio lugar. Ao promover o esposo, você estará promovendo-se também. Ele não poderá ser o homem dos seus sonhos, se você estiver o tempo inteiro em destaque.


x_3e1c66cc photo x_3e1c66cc_zps06a001ac.gif




5 comentários:

  1. Lucy, ótimo texto e, mais uma vez, fica aquela vontade de já compartilhar tudo isso com a moçada. Explicar que há critérios mais valiosos e eternos do que corpo e sexo. Hoje, a moda é passar o carro na frente dos bois. O problema é que um casamento que começa mau no namoro acaba por trazer dores desnecessárias. Vejo que há muita falta de orientação.

    Gostei demais do texto.

    Abraços sempre afetuosos.

    Fábio.

    ResponderExcluir
  2. Olá querida tudo bem? Quando Jesus é a aliança que une um casal, tudo se torna mais fácil né? Afinal, Ele é a fonte da sabedoria e se buscarmos Nele e procurarmos fazer a nossa parte, todo e qualquer problema conjugal poderá ser resolvido.
    Amei conhecer seu espaço, muito edificador.

    Forte abraço!
    tatianaumsimplesvaso.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Olá irmã Lucy! Graça e Paz da parte de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo!

    Irmã ainda estou acertando algumas configurações do nosso blog www.verdadedecristo.blogspot.com e talvez por isso a irmã não tenha conseguido postar o comentário. Em breve espero estar com o blog todo configurado.

    Irmã, são palavras de apoio tão abençoadas e preciosas como essa que a irmã nos enviou que nos confortam e nos dão ânimo nessa tão dura missão de anunciar o evangelho do reino e o modelo da igreja orgânica.
    Realmente hoje vivemos num contexto da igreja institucional, que funciona como uma empresa, como uma máquina administrativa governada por homens que buscam seus próprios interesses e que imprimem suas idéias e conceitos como doutrinas a serem seguidas, coisas que estão nos afastando do modelo de Cristo a uma vertiginosa velocidade crescente.

    Lutamos por uma igreja viva, que funciona como um organismo vivo e não como uma máquina, uma igreja sem templos suntuosos de mármore e luzes brilhantes, porque hoje o verdadeiro templo está dentro de cada um de nós, uma igreja pobre porque tudo aquilo que recebe ela distribui aos pobres e necessitados, uma igreja dinâmica que se desloca e vai a presídios e hospitais levar o calor do Espírito àqueles que já não têm mais voz para clamar e nem mais lágrimas para chorar.

    Agradeço de todo o meu coração a sua oferta em ajudar a divulgar o nosso espaço e que Deus a abençoe para todo o sempre em alegria, em paz, em saúde, em prosperidade, em contentamento, em sabedoria, em entendimento, em conhecimento e acima de tudo em dignidade de filha de Deus!


    Um forte abraço e um santo ósculo!
    Mantenha contato sempre conosco!

    Pr. David
    IGREJA VERDADE DE CRISTO
    (Uma igreja orgânica a serviço de Jesus Cristo)


    "Os que a muitos ensinarem o caminho da justiça, brilharão para sempre como estrelas, num perpétuo resplendor" (Daniel 12:3b)

    ResponderExcluir
  4. parabéns pela temática destas ultimas postagens... como é importante falar disto! Deus abençoe sua vida então mais e mais!

    ResponderExcluir
  5. passando para agradecer a Visita e o comentário aproveitando para parabenizar pelo blog. www.evantoniojosemoreira.blogspot.com

    ResponderExcluir

Não serão publicados comentários com os seguintes conteúdos:
- Palavrões;
- Ofensas;
Fique na Paz!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...